Em perfil sobre o criador do PROS, Folha mostra caráter de investimento privado que tem a mais nova legenda do País

Folha de S. Paulo traz o perfil de Eurípedes Júnior, 38, criador e presidente nacional do Pros, a mais nova legenda do país e que já atrai nomes como o governador do Ceará, Cid Gomes, de saída do PSB. O sonho de Júnior, como é conhecido em Planaltina, cidade com 82 mil habitantes a 60 km de Brasília, foi realizado semana passada. “Muitos riam dele. Diziam que não tinha capacidade para isso”, diz Regina das Chagas, secretária-geral da Câmara de Planaltina, presidida por Eurípedes de 2009 a 2010.

Reportagem informa que no próprio gabinete, em meados de 2010, reuniu aliados, um advogado e pediu a assinatura de Regina das Chagas como secretária “emprestada”: estava fundado o Pros, com ata e tudo. Na reta final, o partido contou com o apoio do empresário José Batista Júnior –que pertence à família que controla o grupo JBS– e de alguns governistas, já que deve seguir ao lado de Dilma. Quem resume o caráter de investimento privado que tem a mais nova legenda é o próprio Júnior: “Vendi o que eu tinha. Vendi para poder fazer o partido. O pouquinho que eu tinha foi embora”, afirma.