Vídeo: ao Fantástico, Luciane diz que é “bonita mesmo”, porém “inteligente e competente” e, por isso, vítima de “preconceito”

Presa pela Polícia Federal como operadora da quadrilha que desviava recursos de fundos municipais de pensão, a “pastinha” Luciane Hoepers foi entrevistada pelo Fantástico que foi ao ar na noite deste domingo.

Aparentando tranqüilidade e mostrando-se muito bem articulada, Luciane falou com segurança e procurou se defender, alegando ser vítima de “preconceito”, porque, “além de bonita, sou inteligente e competente”.

Do altos dos seus potentes olhos verdes (ou seriam azuis?), Luciane explicou que simplesmente trabalhava como corretora de investimentos e não como aliciadora de políticos e prefeitos. A cada captação, recebia honestamente a sua corretagem correspondente – e nada mais além disso.

Luciane confirma que realmente prestou um longo depoimento, madrugada adentro, à Polícia Federal de Brasília. A delegada que colheu as suas declarações disse a ela que a PF tem 396 grampos telefônicos e que menos de 20 foram utilizados, até agora, no inquérito sobre as atividades da quadrilha, que ainda está em andamento.

Veja a entrevista de Luciane ao Fantástico: