Operação Saqueador: PF atua em Goiás atrás de rastros de corrupção da Delta

Veja matéria do MPF:

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro e a Polícia Federal deflagaram nessa terça-feira (1º) a Operação Saqueador, com o objetivo de aprofundar as investigações que apuram desvio de recursos públicos. Cerca de 100 policiais cumpriram 20 mandados nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Goiás, envolvendo sede e filial da empresa de engenharia Delta, seus controladores, contadores, e outras pessoas relacionadas ao suposto esquema criminoso, inclusive potenciais “laranjas”.

Foram verificados, até o momento, fortes indícios de transferências milionárias de recursos da construtora Delta para sociedades de fachada, verba possivelmente desviada de obras públicas. Para comprovação de tais desvios, foram requeridas e deferidas judicialmente medidas cautelares de busca e apreensão e também para a realização de perícia contábil-financeira in loco na empresa investigada. A atividade dos peritos já se iniciou, com a coleta (back-up) e análise de dados.

As investigações tiveram início a partir do envio de documentação pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), instaurada no ano de 2012 no Congresso para investigar organização criminosa que atuava no estado de Góias. As informações permitiram a identificação das empresas de fachada que supostamente receberam valores desviados da pessoa jurídica.

Segundo o procurador da República Antonio do Passo Cabral, responsável pelo caso, a investigação seguirá agora com a finalização da perícia e o tratamento dos elementos de prova obtidos nas buscas. Em se comprovando a suspeita, os acusados responderão pelos crimes de corrupção ativa e passiva, peculato, lavagem de dinheiro, quadrilha, entre outros que venham a ser apurados.