Tropa de choque desrespeita professores, mas não aceita ouvir que se “agacha” ao prefeito Paulo Garcia

A base aliada ao prefeito Paulo Garcia (PT) reagiu, inconformada, à vereadora Cristina Lopes (PSDB) por ela dizer que vereadores governistas “se agacham e rastejam” para acatar as vontades do Paço Municipal.

A discussão começou depois que a tropa de choque, comandada pela líder Célia Valadão (PMDB), derrubou emenda que garantia auxílio-locomoção de R$ 319,13 para os professores da rede municipal de Educação.

Trocando em miúdos: os vereadores se agacharam para atender as vontades do prefeito de Goiânia, mas não aceitam ouvir que o fizeram.

Falso moralismo.