Crise no município, festa no Estado. Marconi assina progressões para professores da rede estadual.

Veja matéria do site da Secretaria Estadual de Educação:

O governador Marconi Perillo assinou, nesta quarta-feira (16), decreto que estabelece progressão vertical para 605 professores da rede pública estadual, com impacto na folha de R$ 426 mil mensais. Estes profissionais concluíram licenciatura plena ou fizeram especialização lato sensu. Nos próximos dias o decreto será publicado no Diário Oficial do Estado.

A lista dos professores contemplados pode ser vista aqui.

A maior parte dos profissionais beneficiados é de professores que concluíram uma especialização, passando do cargo P-III para P-IV. Para os 550 profissionais que tiveram essa progressão vertical, a mudança de cargo para P-IV resultará em um acréscimo no vencimento base da ordem de 12,75%.

Os 52 profissionais que tinham apenas Ensino Médio e que concluíram suas licenciaturas passam do cargo P-I para P-III. Nessa progressão, eles vão receber no seu vencimento base um reajuste de 48,33%. Outros três professores que tinham licenciatura curta fizeram a licenciatura plena e passaram de P-II para P-III. Nesse caso, o aumento no vencimento base é de 27,59%.

As progressões verticais não incluem a ascensão de profissionais que fazem cursos de pós-graduação stricto sensu e concluem mestrado ou doutorado. Para esses, o novo plano de carreira dos professores efetivos da Secretaria da Educação prevê reajuste de 40% e 50%, respectivamente, sobre o vencimento base.

Ao assinar as progressões para os professores da rede estadual, o Governo de Goiás reafirma o seu compromisso de valorizar o professor efetivo, que é o grande responsável pelas mudanças no ensino público goiano. Com as ações de incentivo ao aperfeiçoamento profissional e os programas de reconhecimento ao mérito, a Secretaria da Educação tem buscado as condições ideais e o empenho dos professores para elevar cada vez mais a qualidade na educação.