Neyde já invadiu a Câmara, diz Paulo Beringhs. Agora, ela condena o movimento grevista

A atual secretária de Educação do Município, Neyde Aparecida, já foi uma aguerrida defensora dos interesses da categoria dos professores. Como presidente do CPG, agora Sintego, ela liderou greves e tinha um discurso duro contra os prefeitos, que não rezavam na cartilha do PT.

Segundo o jornalista Paulo Beringhs, Neyde chegou a invadir o plenário da Câmara para brigar pelos professores.

Hoje, do outro lado do balcão, condena a ocupação da Câmara e pressiona os docentes a encerrar a greve.