Três meses de nova gestão da SMT: omissão e inércia no trânsito de Goiânia

Anunciada pelo prefeito Paulo Garcia (PT) como especialista de renome nacional, a nova chefe da SMT da Capital, Patrícia Pereira Veras, até agora não disse a que veio, passados quase três meses de sua posse no cargo.

O trânsito de Goiânia continua travado, bagunçado, cheio de pontos negros e sem perspectiva alguma de melhora. O que marcou estes quase três primeiros de gestão foi o silêncio, a omissão e a inércia da SMT. Não sem tem notícia alguma de ação do órgão para minimizar as agruras do goianiense.

Um dos assuntos que bombaram nas redes sociais, aliás, foi a quantidade enorme de multas geradas pelo Corredor Universitário da Rua 10, que foi motivo de reportagem do Jornal O Popular e da TV Serra Dourada.

Enquanto isso, o motorista paga um preço alto de irritação nas ruas e avenidas da cidade.