Virmondes afirma que muitos microfones do plenário já estavam estragados

A polêmica continua. Clécio Alves diz que fios foram cortados e microfones estragados, tudo isso feito pelos professores que ocuparam o plenário.

O comando de greve rebateu e disse que os servidores não estragaram nada.

O vereador Virmondes Cruvinel (PSD) afirma que “muitos microfones já não funcionavam e necessitavam de manutenção há algum tempo, mas que com a quantidade de equipamentos funcionando a sessão poderia ter sido aberta”.

Aliás, que acompanha as sessões da Casa sabe que os vereadores sempre reclamam com Clécio que os microfones estão velhos e estragados.