Reportagem da Folha de S. Paulo mostra como Marconi organizou o Estado e deu a volta por cima

Entre os assuntos de interesse de Goiás em destaque na mídia nacional, Folha de S. Paulo publica reportagem especial sobre o governo Marconi Perillo e as finanças do estado. Texto faz parte de uma série iniciada no dia 3 de agosto que traz um raio-x das gestões dos 26 estados do país e do Distrito Federal. “A ideia é avaliar a aplicação dos recursos e o cumprimento das promessas de campanha”, relata o jornal.

De forma positiva, Folha registra que, à frente do governo de Goiás pela terceira vez, Marconi Perillo (PSDB) cumpriu uma das principais promessas da campanha de 2010, mas a conta chegou salgada e aperta o caixa estadual”. Jornal afirma que a gestão passou a pagar o piso nacional dos professores (R$ 1.567 para 40 horas semanais), fixado em lei federal.

Apesar disso, lembra a Folha, os gastos com pessoal bateram o limite de alerta da Lei de Responsabilidade Fiscal. Texto reproduz frase atribuída ao superintendente do Tesouro Estadual, Ivo Vilela. Enquanto os percentuais de reajustes aos docentes somaram 20% nos últimos dois anos, não chegaram a 10% para as demais categorias.