Agenor também condena obsessão do PMDB por atacar adversários: “Ataque só deve ser feito se for necessário”

Na sua entrevista ao Jornal Opção online, em que criticou a falta de propostas do PMDB para a população de Goiás, o vice-prefeito de Goiânia, Agenor Mariano, também condenou a fixação dos líderes do partido em ataques aos adversários.

Para Agenor Mariano – lembrando: ele é do PMDB – o partido precisa superar a obsessão por ataques e partir para a formulação de ideias e projetos para Goiás.

” O que interessa ao eleitor é a apresentação de propostas, não a exposição de defeitos”, argumenta o vice-prefeito. Nesse particular, aliás, ele diz que, na política, não há quem não tenha “defeitos”, inclusive os pré-candidatos do PMDB Iris Rezende, Júnior Friboi Wagner Guimarães e Ivan Ornellas.

Agenor acrescenta ainda que “o que a população quer saber dos pré-candidatos é quais são suas propostas. Por exemplo, o que têm a oferecer para melhorar a questão da saúde e da educação, o quanto conhecem Goiás?”

Propostas, segundo o vice-prefeito de Goiânia, são o único caminho para que a população venha a saber que “um pré-candidato está ou não preparado para a responsabilidade de assumir o Governo”.