Quase 10 anos de política e apenas 11,5% na pesquisa para governador: esse é o resultado colhido por Vanderlan

Depois que se enfastiou dos seus negócios privados e decidiu ingressar na política, o empresário Vanderlan Cardoso já contabiliza praticamente 10 anos de intensa atividade – inclusive dois mandatos como prefeito de Senador Canedo, uma das 10 cidades mais importantes de Goiás, e uma candidatura a governador do Estado em 2010.

Mas a pesquisa Serpes publicada pelo jornal O Popular, neste domingo, é ingrata com Vanderlan. Seus quase 10 anos de presença da política foram “recompensados” com pífios 11,5% de intenções de votos, número abaixo do índice que alcançou na eleição de 2010, quando enfrentou os dois líderes do levantamento deste fim de semana, Marconi Perillo e Iris Rezende.

A “peregrinação” de Vanderlan pelo interior de Goiás também não deu resultados. Aliás, nem poderia dar. Vanderlan está há meses viajando aos municípios, onde se reúne com os vereadores locais, a maioria de partidos que jamais irão apoiar a sua candidatura. Eventualmente, dá entrevistas a emissoras de rádio, divulgando a sua candidatura. O resultado, como se vê agora na pesquisa Serpes, é nenhum.