Esse tá na UTI: Paulo Garcia fica atrás até de Alcides Rodrigues na pesquisa espontânea Serpes para governador

O desempenho do prefeito Paulo Garcia (PT) na pesquisa Serpes, publicada neste domingo em O Popular, pode ser definido como abaixo da crítica – afinal ele detém o segundo cargo politicamente mais importante do Estado, em tese capaz de credenciar seus ocupantes a voos eleitorais de alcance mais alto.

Na pesquisa espontânea, que muitos consideram como o melhor indicador para as possibilidades de qualquer candidato em uma eleição, já que o eleitor não é confrontado com nomes e sim deve recorrer à sua memória para responder à pergunta “em quem você votaria para governador, se a eleição fosse hoje?”, Paulo Garcia tem ínfimo 0,1% das intenções de voto.

Sintomaticamente, o resultado é inferior ao alcançado pelo ex-governador Alcides Rodrigues, considerado como um dos piores administradores da história do Estado, que aparece com 0,5% das intenções de voto na pesquisa Serpes – alguns décimos acima de Paulo Garcia.

Isso mesmo: 0,1% das intenções de voto.

Na pesquisa estimulada, a situação de Paulo Garcia melhora um pouco, mas continua sofrível: ele consegue apenas 1,9% das intenções de voto, bem atrás, por exemplo, do seu colega Antonio Gomide, que administra uma cidade muitas vezes menor que Goiânia – Anápolis – e chegou a 5,4% das intenções de voto na pesquisa Serpes deste domingo.