Após atentado à vida de agente da SMT, colegas exigem providências de Paulo Garcia

Espantados com o atentado à vida do agente de trânsito Eduardo Arruda, 34, servidores a Secretaria Municpal de Trânsito (SMT) resolveram se aquartelar nessa terça-feira e exigir providências imediatas do prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT), para garantir condições de trabalho para eles.

Apenas 30% do contingente foi para as ruas a trabalho hoje.

Eles exibem cartazes com mensagens duras ao prefeito, como por exemplo: “de quantas vc precisa?” e “chega e negligência”.

Lembrando que Paulo Garcia acabou de sair um processo desgastante de negociação com os professores do município.

Inferno astral, hein?