Quanto vai custar a viagem de Iramzinho e Nelcivone ao Japão, por conta da Prefeitura de Goiânia? E pra fazer o quê?

O prefeito Paulo Garcia (PT) cancelou a viagem que faria ao Japão, onde – acredite, leitor – participaria de um evento destinado a “discutir o futuro das relações Japão-América Latina”.

Mas a Prefeitura de Goiânia vai gastar do mesmo jeito, talvez até mais, com o Japão.

Com problemas de saúde em família, Paulo vai mandar em seu lugar o chefe de Gabinete da prefeitura, Iram Saraiva Júnior, e o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano Sustentável, Nelcivone Soares.

Imagine só, leitor do blog 24 Horas, Iramzinho e Nelcivone, que não falam nem inglês, discutindo em Tóquio “o futuro das relações Japão-América Latina”.

E quanto vai custar a viagem? Será que eles vão em primeira classe, em classe executiva ou no meio do povão, na categoria econômica?

Certo, até agora, é que eles vão por conta da Prefeitura de Goiânia.

Ou seja: por sua conta, contribuinte goianiense.