Sem projeto: Gomide, na nota principal da coluna Giro, só fala em nomes e nem toca em propostas para o Governo

Protagonista da nota principal da coluna Giro, de O Popular, neste sábado, o prefeito de Anápolis, Antonio Gomide (PT), resume a sucessão estadual de 2014 a uma questão de nomes – e não passa nem perto de propostas.

Em uma nota de 178 palavras (lembrando: na coluna Giro, o mais importante espaço jornalístico de Goiás), Gomide comprova o que o blog 24 Horas vem dizendo: a oposição em Goiás carece de ideias para apresentar à população e se concentra apenas na discussão estéril em torno de datas e nomes.

Fato: a oposição goiana padece da falta de propostas para governar o Estado. Parece mentira, mas, até hoje, ninguém dos partidos oposicionistas, menos ainda os hipotéticos pré-candidatos a governador, como o próprio Gomide, conseguiu esboçar uma única proposta, um projeto, um plano, uma visão alternativa, uma simples idéia para embasar a pretensão de ocupar o Governo do Estado.

Veja bem, leitor do 24 Horas: não existe ainda nem uma única proposta da oposição.

Antonio Gomide, tido na política regional como quadro de renovação, obedece ao mesmo diapasão.

Na coluna Giro, ele perde a oportunidade de levantar a questão das propostas – muito mais importante que definir nomes.