Entrevista de Iris ao DM, nesta segunda, é 100% saudosismo e falta de propostas para Goiás

Entrevista de duas páginas do ex-prefeito, ex-governador, ex-ministro e ex-senador Iris Rezende ao Diário da Manhã, nesta segunda-feira, é 100% saudosismo e absoluta falta de propostas para Goiás.

O velho cacique peemedebista revela as suas manhas de sempre. Não se declara candidato a nada, mas ressuscita a velha estratégia do chamamento do povo e deixa nas entrelinhas que, sendo ele, Iris, mais uma vez “chamado” para consertar as coisas no Governo do Estado, não tem como recusar.

“Não estou desenvolvendo nenhum projeto eleitoral”, diz. Porém, “o político tem de ser sensível ao apelo popular”, complementa. Logo…

Se não apresenta nenhuma proposta, nenhuma ideia para Goiás, Iris também surpreende ao fazer pouquíssimas críticas ao governador Marconi Perillo. No final da entrevista, ele dispara a sua tradicional análise: “Acabaram com o Estado, acabaram com tudo”, etc e tal e é preciso um governante para recolocar tudo no lugar – ele, naturalmente.

A entrevista é praticamente toda consumida com recordações de Iris, que começam há 55 anos, quando ocorreu a sua estreia na política, com um mandato de vereador em Goiânia.