Isso só acontece em Goiás: em 2º lugar nas pesquisas, candidato ao Governo dá entrevista de 2 páginas e não formula nenhuma proposta

Iris Rezende, com 55 anos de carreira política nas costas e mais uma vez candidato ao Governo de Goiás, em segundo lugar nas pesquisas, atrás do governador Marconi Perillo, deu entrevista de duas páginas ao Diário da Manhã, nesta segunda-feira, e não formulou nenhuma proposta para o Estado.

Iris conta estórias dos velhos tempos, viaja no século passado, diz que não colocou a sua candidatura, mas que “o político tem de ser sensível ao apelo popular”, ou seja, claro que é candidato (a velha manha de atribuir tudo o que faz a uma “determinação” que vem do povo).

É candidato mas não apresenta propostas. Genericamente, ele propagandeia a sua suposta competência, alega que fez 70% de tudo o que existe no Estado, diz que a sua vida é dedicada a trabalhar pelo povo e por aí afora. Propostas, plano de governo, projetos, ideias – nada.

Um candidato a governador, a 11 meses da eleição, deixar passar a oportunidade de uma entrevista de duas páginas para apresentar o seu pensamento e a sua visão de futuro para o Estado que pretende governar… isso só acontece em Goiás.