O que Marconi não fez em Catalão, Mauro Rubem tentou fazer contra Túlio

O governador Marconi Perillo foi acusado de forma injusta por Mauro Rubem de ter agredido uma pessoa, durante a festa da Congada em Catalão, em 2011. Ao contrário do que disse o parlamentar, o tucano não agrediu ninguém como mostraram as imagens do episódio.

Mas, o discurso do petista é muito diferente de sua prática. Na terça-feira, na Assembleia, tomado por um acesso de fúria e falta de argumentos,  Rubem partiu para a agressão física contra o deputado Túlio Isac.

O motivo: o tucano protestou contra o tratamento vip e cheio de pompas dado ao mensaleiro e condenado Delúbio Soares por Mauro Rubem, na sessão ocorrida na Assembleia para registrar os 33 anos do PT.

A agressão só não se consumou porque o petista foi contido por seguranças e colegas deputados. Mesmo assim, Mauro Rubem não perdeu a viagem, e desfiou um rosário de xingamentos, insultos e ofensas verbais ao tucano, numa aula de como um parlamentar não deve se comportar na Assembleia.