Vergonha: há sete anos no Congresso, dona Iris não consegue entrar para grupo dos 100 mais influentes

A deputada Iris Araújo passa vergonha nos goianos e, em particular, em seus eleitores (quase 200 mil, na última eleição).

Apesar de estar na Câmara há sete anos e pertencer a uma família com pedigree na política, a parlamentar peemedebista não consegue entrar para o seleto grupo dos 100 congressistas mais influentes, listados pelo Diap.

A deputada não integra nem a lista dos parlamentares em ascensão.

Ou seja: um zero à esquerda que não consegue um lugar ao sol no Congresso.

Uma parlamentar que integra o baixo clero.

Também pudera: quem acompanha a atuação da deputada, entende porque ela não foi selecionada.

É omissa, apagada e ausente das grandes discussões, preferindo se dedicar às picuinhas paroquiais e às aparições de perfumaria.

O resultado, claro, não poderia ser outro.