Alcides diz que empresas estão deixando o Estado. Mentira. Fora as de Vanderlan, ele não sabe apontar o nome de nenhuma

Em seu discurso na reunião no diretório estadual do PSB, divulgado com grande ênfase unicamente pelo site Diário de Goiás, de propriedade do apresentador e locutor Altair Tavares, o ex-governador Alcides Rodrigues volta a defender o malfadado acordo com a Eletrobras, no final da gestão dele, em que ele entregaria a Celg em troca de um empréstimo na Caixa Econômica Federal.

Segundo Alcides, se o acordo tivesse saído, hoje não haveria empresas deixando Goiás e se mudando para outros Estados, por falta de energia elétrica.

Mentira.

Não há empresas “deixando Goiás por falta de energia elétrica”. Tanto que o ex-governador não citou o nome de nenhuma.

Mas Alcides poderia ter citado, se quisesse, o nome de duas empresas que “deixaram” Goiás e foram para Pernambuco, embora não por falta de energia elétrica: a Mico’s e a Lifan, ambas de propriedade do aliado político de Alcides, Vanderlan Cardoso, que levou as duas fábricas para o Estado nordestino, onde está investindo R$ 115 milhões e vai gerar riquezas e até 1.500 empregos diretos para… os nordestinos.

É isso mesmo: Vanderlan, que quer governar Goiás, está fazendo seus investimentos bem longe daqui, no Nordeste do país.

A fábrica da Mico’s que Vanderlan está construindo em Caruaru, no agreste pernambucano, é duas vezes maior que a de Senador Canedo. E com a Lifan, em parceria com empresários chineses, Vanderlan vai produzir motos e tricilos, também no município de Caruaru.

Pois é, estava bem ali, ao lado de Alcides, um exemplo de empresas que estão “deixando” Goiás.