Túlio Isac é vítima da intolerância e autoritarismo de petistas anti-democráticos

Não é de hoje que o deputado Túlio Isac (PSDB) sofre uma campanha de perseguição por parte do PT e seus satélites. O crime de Túlio que o PT não perdoa: apontar as contradições e os escândalos petistas.

Por isso, passou a ser vítima de uma truculenta campanha de desmoralização e intimidação, cujo ápice ocorreu ontem, com a tentativa de agressão do deputado Mauro Rubem.

Se é esse o modelo de democracia que o PT defende, estamos no mau caminho.