Mauro Rubem contribuiu para o festival de projetos inúteis, assim como o colega petista Karlos Cabral

O deputado Karlos Cabral não está sozinho no papel de apresentador de projetos inúteis na Assembleia de Goiás, ao propor a criação do Dia da Música Sertaneja

Seu colega de PT Mauro Rubem também deu a sua contribuição ao inovar o calendário das datas comemorativas.

Ele conseguiu aprovar o Projeto de Lei (PL) que  instituiu no calendário cívico cultural do Estado de Goiás o Dia Estadual do Escritor Goiano, a ser comemorado no dia 23 de abril.

Muito importante, registre-se, frente aos diversos problemas sociais do Estado.

Mauro Rubem deveria perder tempo com proposições deste tipo?

Nos últimos anos, centenas de projetos esquisitos, inúteis e até claramente inconstitucionais tramitaram nas Casas Legislativas do País

Uma informação: datas comemorativas são 705, o que daria quase duas comemorações por dia do ano em algum lugar do país. Só no Congresso há 82 propostas de datas comemorativas, quase todas inúteis e bizarras, como o dia nacional do pescador amador, da baiana de acarajé e do sanfoneiro.