Olha aí, Karlos Cabral. Essa é boa: jornalista propõe o “Dia Sem Música Sertaneja”

Na onda do deboche que tomou conta das redes sociais desde que o deputado estadual Karlos Cabral (PT) propôs o Dia da Música Sertaneja, na Assembleia Legislativa, o jornalista Sinésio diOliveira apresentou uma proposta boa: criar o “Dia Sem Música Sertaneja”.

Sinésio argumenta que seria um dia de paz para quem não gosta dos pintassilgos. Veja:

“Eu parabenizaria o deputado estadual Karlos Cabral se ele conseguisse oficializar o “Dia Sem Música Sertaneja”. E eu digo por quê: todos os dias esse tipo de música está presente em nossa vida (muitas sem que queiramos), seja dentro do “busão” lotado ou então por meio de algum celular de alguém dentro do ônibus, seja nas lojas diversas por aí, seja nos carros dos “agrobois” transitando por aí com o som ligado numa altura de incomodar até as paredes, que escutam tudo sem reclamar”.

É… por que não?