Jaime Rincón: “Tentamos ser amigos de Paulo Garcia. Da nossa parte, nunca houve resistência”

Veja trecho da entrevista à Tribuna do Planalto em que Jayme Rincón fala da relação do governo com Paulo Garcia:

O governador tem uma relação com os prefeitos Antônio Gomide, de Anápolis, Maguito Vilela, de Aparecida, mas é conflituosa com Paulo Garcia. Por quê?
Nós temos que perguntar para o Paulo Garcia, que é meu amigo de adolescência. Sou testemunha do tanto que nós tentamos ser amigos dele politicamente e administrativamente. Da nossa parte, nunca houve a menor resistência. Pelo contrário, o governador, e estive com ele várias vezes em audiências com o prefeito tanto no Palácio quanto na prefeitura, sempre colocou o Estado à disposição para ajudar, da mesma forma que nos colocamos para Aparecida e Anápolis. Tanto é que o governador Marconi é o que mais investiu em Goiânia.

Quais investimentos são esses?
Estamos duplicando e iluminado todas as saídas de Goiânia; estamos fazendo cinco viadutos, o Centro de Excelência do Esporte, que vai ser modelo no Brasil inteiro, o Hugo 2 na Região Noroeste, que vai ser o maior e mais moderno hospital do Centro-Oeste; estamos construindo o primeiro Credeq da região metropolitana de Goiânia; estamos iluminando a BR-153 no perímetro urbano entre Goiânia e Aparecida, que não é atribuição nossa; concluímos a Vila Cultural; estamos reformando o autódromo, que vai ser um dos mais modernos do mundo. E ontem (dia 7) o governador autorizou a reforma do Estádio Serra Dourada. Não há nenhum governo na história de Goiás que tenha feito tanto por Goiânia quanto esse atual, e mesmo assim a gente não consegue ter uma boa relação com o prefeito Paulo Garcia.

Paulo Garcia e Gomide são pré-candidatos possíveis da oposição. Qual o mais difícil de enfrentar?
Acho que nenhum dos dois. Não temos que escolher adversário. Todo adversário é difícil, não existe eleição fácil. Agora, quem tem que definir são eles. Eles que escolham o deles. Até pouco tempo atrás, as oposições achavam que o melhor candidato para enfrentar era o governador Marconi Perillo, tanto é que virou um ‘brigaiada’ louca entre eles. Todos queriam ser candidatos, achando que o derrotariam. Hoje, já não é mais desse jeito. Quer dizer, se o governador Marconi resolver ser candidato, já sabem a pedreira que vão ter que enfrentar.