Editorial de O Popular diz que SMT não conseguiu avanços e que é preciso repensar o trânsito de Goiânia. Paulo Garcia não se mexe

Editorial, de O Popular, reflete sobre a situação perturbadora do trânsito de Goiânia. Texto pontua que fica muito evidente que a engenharia de trânsito da cidade não conseguiu avanços suficientes diante do crescimento constante e vertiginoso da frota de veículos, que já ultrapassou a casa de um milhão. Somando os veículos licenciados nos municípios do entorno da capital, como Aparecida, Senador Canedo e Trindade, tem-se uma frota gigantesca, fazendo crescer os desafios do trânsito já tão congestionado.

“Já passou da hora de repensar o trânsito de Goiânia, pois o raciocínio convencional esgotou-se sem o alcance de resultados efetivos e duradouros. Além de uma nova concepção de engenharia e a melhoria do transporte público, a mudança da cultura do carro também se faz urgente”, alerta.