Perseguido pelo PT, Djalma Araújo não apoiará Paulo Garcia para governador

Vítima do que considera um processo “inquisitório” no PT, o vereador Djalma Araújo (PT) dá sinais claros de que rompeu com o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT). Em entrevista publicada no Diário da Manhã, Djalma afirma que não apoiará a candidatura do colega de partido ao governo do Estado em 2014. “Ele tem que completar o mandato dele”.

Isso não quer dizer que Djalma defenda o apoio de seu partido a um candidato do PMDB. Na sua opinião, o melhor nome da oposição para concorrer ao Palácio das Esmeraldas é o prefeito de Anápolis, Antônio Gomide. Ele diz que Gomide tem “alto grau de aprovação e é aberto ao diálogo com aliados”.