Ulisses Aesse, do DM, afirma que Samu “deixa a desejar há muito tempo”

Conforme já publicado no site Goiás24Horas, é grande a insatisfação do goianiense com o Serviço de Atendimento Móvel (Samu), que depende de recursos federais mas só se sustenta com manutenção da prefeitura de Goiânia. A constatação foi feita hoje também pelo jornalista Ulisses Aesse, titular da coluna Café da Manhã.

“Um serviço que já foi modelo passou a ser alvo de críticas, quase todos os dias: o Samu. Na verdade, a excelência do modelo de atendimento de emergência, em casos graves, vem deixando a desejar há muito tempo. O Samu é um serviço federal, com apoio das prefeituras locais”.