Jornalões dão destaque às denúncias de uso político do caso do metrô de São Paulo

Folha de S.Paulo, O Globo, Estadão e Correio Braziliense registram que, com fortes críticas ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, a cúpula do PSDB acusou ontem o governo de usar as investigações sobre a existência de um cartel nas licitações de metrô e trens durante os governos do PSDB em São Paulo para minimizar o impacto político das prisões do mensalão.

Texto pontua que, tendo à frente o senador Aécio Neves (MG), provável candidato à Presidência, o PSDB defendeu que Cardozo se afaste das investigações sobre o cartel revelado pela multinacional alemã Siemens ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica). “A tentativa de fazer com que os outros possam parecer iguais não terá êxito, porque nós não somos iguais. Prezamos e praticamos a ética na vida pública”, afirmou Aécio, acrescentando que o governo “manipula” as instituições do Estado para “enxovalhar” adversários.