Mais uma mentira. Petistas dizem que Delúbio foi absolvido das denúncias de peculato e abandono de cargo. Não foi. Houve foi prescrição

O Popular informa que o juiz José Carlos Duarte, da 7ª Vara Criminal de Goiânia, determinou a extinção de ação penal contra o petista goiano Delúbio Soares, relacionada a licenças do cargo de professor do Estado. O juiz reconheceu a prescrição das denúncias de peculato e abandono de cargo público e absolveu Delúbio, Neyde Aparecida (atual secretária de Educação de Goiânia) e Noeme Diná Silva das demais acusações do processo.

Na mesma reportagem, a informação é de que, preso há dez dias no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, por conta da condenação no processo do mensalão, Delúbio perdeu o cargo de professor em portaria da Secretaria Estadual de Educação em agosto do ano passado, após processo administrativo. A exoneração foi retroativa a março de 2005.