Artigo maluco de Gedda defende ônibus em vez do VLT na Avenida Anhanguera

Gedda surtou.

Essa é a única explicação para o artigo maluco que o deputado estadual do PTN e alcidista ferrenho, Francisco Gedda (pronuncia-se com e fechado e não aberto, como ele mesmo lembra sempre), publicou nesta sábado em O Popular condenando a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos no Eixo Anhanguera.

Gedda, cuja única experiência em transporte coletivo resume-se a uma desastrada passagem pela Metrobus, onde ganhou um processo de improbidade movido pelo próprio Governo Alcides, decreta que o VLT é uma “tecnologia ultrapassada” e considera que o ideal seria a implantação de uma “metrô subterrâneo”, não se sabe baseado em que argumentos, uma vez que ele não explica nada no artigo.

Mas o que impressiona de verdade no artigo de Gedda é que ele defende a manutenção dos ônibus que atualmente servem o Eixo Anhanguera. Bastaria, segundo ele, construir trincheiras e implantar um sistema inteligente de semáforos, liberando assim a avenida Anhanguera para o fluxo contínuo dos coletivos.

Genial, não?

É quase certo: alguém, um pseudotécnico em transporte de massas, escreveu o artigo e Gedda, inocentemente, assinou.