Envergonhado, PT goiano esconde o mensaleiro Delúbio em nota contra Túlio Isac

O Diretório Estadual do PT goiano, presidido por Valdi Camarcio, emitiu uma nota se propondo a defender o deputado Mauro Rubem com ataques ao deputado estadual Túlio Isac (PSDB) – que na semana passada desinfetou, no plenário da Assembleia, a poltrona que tinha sido ocupada pelo mensaleiro Delúbio Soares na noite anterior, na sessão solene de homenagem aos 33 anos do Partido dos Trabalhadores.

Mas, ao que tudo indica, pelo menos nesse caso o PT goiano teve vergonha.

A nota – que ninguém viu, já que ficou restrita ao site do diretório estadual e não foi repercutida na imprensa – oculta os detalhes do episódio e, pior ainda, não faz nenhuma referência ao pivô da história, o mensaleiro Delúbio Soares, no momento aguardando a hora de começar a cumprir a pena de oito anos e 11 meses de prisão a que foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal, por ajudar a montar o maior escândalo de corrupção da história do Brasil – o mensalão.

Em um verdadeiro delírio, o ato de desinfetar a poltrona, embora não mencionado na nota, foi considerado pelo diretório do PT estadual como “preconceituoso, antidemocrático, grosseiro e desrespeitoso”. Uma piada. Desrespeitoso com a Assembleia e com a sociedade goiana foi o deputado Mauro Rubem, ao propor uma salva de palmas para aclamar um delinquente condenado pela Justiça.