Anel de noivado dado por Napoleão a Josephine é vendido por R$ 2,4 milhões

Napoleão Bonaparte, imperador da França
Napoleão Bonaparte, imperador da França

O anel de noivado oferecido em 1796 por Napoleão Bonaparte a Josefina de Beauharnais foi vendido neste domingo por € 896.400, quase R$ 2,4 milhões, durante um grande leilão organizado pela casa Osenat.

De 18 mm de diâmetro, este anel em ouro com um diamante e uma safira esculpida em forma de pera, com a inscrição “você e eu”, havia sido avaliado entre 8.000 e 12.000 euros.

“Na época, Bonaparte tinha pouco dinheiro. O anel é de uma simplicidade incontestável”, afirmou Jean-Christophe Chataignier, diretor do departamento de objetos históricos da casa Osenat.

Em 24 de fevereiro de 1796, Napoleão Bonaparte anunciou o seu noivado com Josefina, viúva de Alexandre de Beauharnais. Eles se casaram no civil no dia 9 de março, pouco antes de assumir o comando da campanha da Itália.

A joia fazia parte da coleção do príncipe Victor Napoleão (1862-1926), neto de dois reis. Seus avôs eram o último irmão de Napoleão, Jérôme, rei de Westphalie, e Victor-Emmanuel II, rei da Itália. Ele herdou grande parte dos objetos de família ligados a Napoleão, indicou Chataignier.

Outra peça importante vendida no leilão foi um retrato do duque de Reichstadt, o filho de Napoleão 1º e Marie Louise, com 12 anos.

No retrato, o duque aparece vestindo em um uniforme branco do 1º Regimento da Infantaria Imperial Austríaca oferecido a ele por seu avô materno em seu aniversário. O imperador austríaco Francisco 1º encomendou em 1823 o retrato de seu filho-neto do pintor Peter Krafft.

A pintura foi vendida por € 435.600, cerca de duas vezes sua estimativa.