O Popular: em Aparecida, médicos tratam pacientes nos Cais sem olhá-los no rosto

O Popular circulou anonimamente pelos cais de Aparecida de Goiânia e constatou que a qualidade do atendimento à população continua péssima, como de costume.

Os médicos resolveram esculhambar geral. Além das consultas-relâmpago, que duram até 37 segundos, os profissionais também abandonaram a roupa branca, usada por questões de higiene por qualquer profissional de saúde que se preze.

“O médico, trajando camiseta, calça jeans e tênis, não pediu para que ela se acomodasse, tampouco lhe olhou diretamente. Apenas perguntou o que ela sentia e, já com caneta e receita na mão, preencheu rapidamente o espaço em branco indicando que ela fizesse um exame de sangue”, reportou a matéria.