Deu no DM: passagem de Deusmar Barbosa pela prefeitura de Catalão dá prejuízo de mais de R$ 200 mil

Em menos de 24 horas, o glorioso vereador Deusmar Barbosa (PMDB) transformou a prefeitura de Catalão num verdadeiro caos administrativo. Objetos sumiram, outros foram trocados, carros estragados e tudo mais. Uma bagunça.

Veja matéria que saiu no Diário da Manhã:

Jardel: prejuízo de R$ 200 mil só na Ação Social

Saques de cestas básicas e de leite especial, troca de pneus e sumiço de documentos estavam entre os principais problemas encontrados nos órgãos municipais

O prefeito de Catalão, Jardel Sebba (PSDB), apresentou segunda-feira última problemas encontrados pelos secretários e superintendentes que reassumiram seus cargos na última sexta-feira (21). O prefeito mostrou farto material audiovisual, durante a entrevista coletiva à imprensa, no auditório do Palácio Pirapitinga. Os casos mais graves foram detalhados com fotos e um vídeo de dois minutos, que mostram dezenas de pessoas retirando cestas básicas da Secretaria de Promoção e Ação Social. Muitas saíam do órgão colocando cestas em bons carros.

Na Secretaria de Infraestrutura, além do sumiço de vários materiais de escritório, foram trocados pneus recém-adquiridos para caminhões e maquinário pesado por pneus usados – alguns totalmente lisos. Carros foram utilizados por pessoas sem vínculo com a prefeitura. Alguns sofreram danos na lataria. Na Superintendência Municipal de Trânsito de Catalão, vários galões de tinta utilizados para pintura de vias públicas foram avariados. De acordo com relatório da Secretaria de Obras e Ação Urbana, o computador do secretário Aldo de Sousa Filho teve o HD apagado.“Os prejuízos passam de 200 mil reais somente na Ação Social, mas é incalculável, reflexo dos transtornos que os catalanos ainda estão sofrendo. Um absurdo, uma irresponsabilidade do presidente da Câmara, Deusmar. Eles não atrapalharam a mim, nem a meus secretários, mas a população de Catalão”, avaliou o prefeito Jardel Sebba, que assinou denúncia formalizada ao Ministério Público Estadual (MPE), com as provas materiais anexadas. “A folha de pagamento estava pronta para ser paga no dia 20, como fora previamente anunciado. Agora, será paga na noite desta segunda-feira. Um prejuízo para os servidores que poderiam ter antecipados suas compras e para o comércio”, lamentou o prefeito. “Agora teremos de resolver o problema das quase 10 mil pessoas que aguardavam as mil e 400 cestas básicas. Uma pena”, acrescentou.

Durante quase 24 horas, semana passada, o presidente da Câmara Municipal de Catalão, Deusmar Barbosa (PMDB), ficou interino no comando da prefeitura. O peemebista exonerou, na ocasião, todos os servidores comissionados e colocou pessoas para assumirem funções sem sequer terem sido nomeadas.

A falta de vínculo oficial com a administração pública e a desonestidade de alguns provocou um verdadeiro caos na cidade. Durante o período, várias irregularidades – e alguns crimes contra o patrimônio público – foram cometidos.

A falta de servidores paralisou a maioria dos serviços públicos de Catalão nos dias 19 e 20. Os postos de saúde não funcionaram, inclusive no Distrito de Santo Antônio do Rio Verde, em que plantonistas faziam atendimentos à noite. Ficaram fechados, ainda, o Hospital Materno Infantil, Restaurante Popular, Farmácias Municipais, Poupa Prazo e a Casa de Apoio de Catalão, em Goiânia.