Felisberto, que encarou o rolo compressor de Paulo Garcia, diz que não aceita cabresto

Felisberto Tavares peitou a tropa de choque de Paulo Garcia, liderada por Clécio Alves e Célia Valadão, e votou contra o aumento abusivo do IPTU. Seu voto foi determinante para o placar de 17 a 16 que derrubou o projeto de lei.

Em entrevista na Rádio Bandeirantes 820,  o vereador disse que não aceita cabresto. Mandou bem, Felisberto.

Veja os posts da jornalista Mirelle Irene, que participou da entrevista:

Mirelle Irene ‏@MirelleIrene 11 h

“Não aceito cabresto, aceito discutir a exaustão”, diz Felisberto, sobre projeto derrotado do IPTU.

“Não desobedeci o PT, não houve reunião para debater a matéria”, diz Felisberto Tavares, aqui na @bandeirantes820