Parabéns Agnelo. Grávida esperou 20 horas por atendimento e perdeu o bebê

Uma mulher grávida de 9 meses esperou horas para ser atendida no Hospital de Taguatinga. Ela estava com a bolsa rompida, mas ficou jogada em um corredor esperando cerca de 20 horas para ser atendida.

Não deu outra. O bebê morreu e agora o marido chora (na foto) e clama por justiça. A saúde no Distrito Federal, governado pelo petista Agnelo Queiroz, é um caos.

Veja a história da grávida no começo da reportagem