Entrevista de Gomide a O Popular mostra que, pelo menos, ele sabe falar… e bem melhor que Friboi e Vanderlan. Pena que faltaram ideias

A entrevista do prefeito de Anápolis, Antonio Gomide (PT), a O Popular, neste último dia de 2013, mostra ao leitor que ele, sem dúvidas, sabe se expressar.

É de se esperar que alguém que se coloque como postulante ao Governo de Goiás e representante maior da sua população, atenda a esse requisito.

Gomide usa as palavras com elegância e mesmo revelando extrema habilidade política. Toca com argúcia em temas espinhosos, como a manutenção da aliança PMDB-PT em Goiás – hoje em xeque depois de declarações desastradas do empresário Júnior Friboi, que fez ameaças aos petistas caso não prestem apoio incondicional ao candidato peemedebista a governador.

Uma comparação entre as declarações de Gomide e entrevistas recentes de Júnior Friboi e Vanderlan Cardoso mostra a superioridade intelectual e verbal do prefeito de Anápolis – que sabe falar e expor com clareza o seu raciocínio, ao contrário dos dois empresários, nenhum deles, por exemplo, portador de diploma de curso superior.

O ponto franco da entrevista do petista é a ausência de ideias. Ele só aborda temas essencialmente políticos. É verdade que os jornalistas que o entrevistaram não fizeram questionamentos sobre o que ele pensa para Goiás, mas, mesmo assim, a matéria, de uma página, deixa a desejar pela ausência absoluta de propostas em se tratando de um pretendente ao Governo de Goiás.

Quer ser governador de Goiás, mas não diz o que pensa para o Estado.