Bloco Moderado não votou contra IPTU abusivo para proteger Goiânia, mas para se vingar de Paulo Garcia, confirma vereador

É de cair o queixo a revelação que o vereador Paulo da Farmácia (Pros) fez à coluna Giro, de O Popular, na edição desta segunda-feira.

Paulo disse, com todas as letras, que o Bloco Moderado da Câmara Municipal de Goiânia, do qual ele faz parte, não votou contra o reajuste escandaloso de quase 40% no IPTU para proteger a população da Capital, mas para se vingar do prefeito Paulo Garcia (PT).

“O grupo sempre esteve à disposição, sempre teve interesse em colaborar com a administração, mas ele não deu muita importância. Agora ele viu que o Bloco Moderado está decidindo tudo”.

Sem palavras, vereador.