Estado de S. Paulo: Campos e Aécio criticam Dilma por mudanças no controle de custos

No jornal O Estado de S. Paulo um dos destaques são as críticas feitas pelo governador Eduardo Campo (PSB-PE) e pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG) à decisão da presidente Dilma Rousseff de vetar pontos da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que ajudavam a controlar os custos de obras, editando-os em decreto. Campos afirmou que a retirada desses parâmetros da lei “é uma regressão” e “um equívoco”. O tucano, que deve disputar o Planalto pelo PSDB, criticou o que chama de “improviso” do governo.

“Como o Estado informou ontem, a presidente vetou da LDO aprovada pelo Congresso trechos que definiam tabelas oficiais da Caixa Econômica Federal e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) que são usadas como referências de preços para projetos de construção civil (chamada Sinapi) e de rodovias (Sicro)”, detalha o Estadão.