Parece carma: nada funciona na Prefeitura de Paulo Garcia. Servidor está há um ano sem ter acesso aos consignados

Em Economia, O Popular informa que suspensos em fevereiro de 2013, os empréstimos consignados para servidores da Prefeitura de Goiânia deverão completar um ano de interrupção administrativa. A previsão é de que os funcionários públicos do município só voltem a tomar dinheiro emprestado com o desconto em folha dentro de um ou dois meses.

Segundo o diário goiano, os convênios com 12 bancos já habilitados para operação de crédito, até o momento, estão pendentes e deverão ser regularizados dentro de até 60 dias. As informações são da Secretaria Municipal de Gestão de Pessoas (Semgep), responsável pela normatização e implantação do novo regime de consignado. Os adiamentos no ano passado decorreram da polêmica sobre a empresa que assumiria a operação do consignado – Expresso Card – e sobre algumas das novas regras, entre as quais, a que determina que os gestores dos bancos devem fazer um curso de treinamento para operação do sistema de consignado gerido pela empresa.