Embalada por projetos pessoais, oposição não consegue formular crítica consistência ao governo

As candidaturas ao governo de Goiás que estão lançadas na imprensa significam mais projetos pessoais do que representações do pensamento de setores importantes da sociedade.

Em função disso, os pré-candidatos colocados até o momento não conseguem apresentar propostas consistentes para Goiás.

Na verdade, eles defendem seus projetos pessoais, baseados na disputa do poder pelo poder ou na vaidade.

Por isso, não conseguem estruturar um conjunto de ideias que tenha sintonia com setores da sociedade.

Assim, gravitam em torno de temas vazios e discursos cheios de obviedades, sem nada de real e concreto para o Estado.