2013 foi um ano perdido para Paulo Garcia, em meio a crise, denúncias, obras mal feitas e inacabadas e muito crítica. Quem paga a conta é o goianiense

O prefeito Paulo Garcia perdeu o ano de 2013.

Neste período, a administração municipal derrapou em crises sem fim, denúncias, obras mal feitas e inacabadas, escândalos e muita inoperância.

O resultado foi uma queda monumental nos índices de aprovação do petista.

Mas quem pagou a conta da incompetência foi o goianiense.