MP vai investigar improbidade na venda de áreas públicas em Goiânia por Paulo Garcia

Mais encrenca para o prefeito Paulo Garcia no Ministério Público. O promotor Rodrigo Bolleli quer abrir investigação por supostos atos de improbidade administrativa na venda de áreas públicas em Goiânia.

Veja nota da coluna Direito e Justiça de O Popular, a respeito:

Venda de áreas públicas

Petição para investigar supostos atos de improbidade administrativa na venda de áreas públicas em Goiânia será encaminhada hoje ao promotor de Justiça Rodrigo Bolleli, coordenador do Centro de Apoio Operacional do Patrimônio Público do Ministério Público de Goiás. O advogado Hélio Têlho Corrêa fez o pedido e alertou que “a modificação das leis municipais que permitem a construção das numerosas e gigantescas ‘torres’ é uma exigência das construtoras que estão ávidas de lucro gigantesco, grave e irreversível, em prejuízo para a cidade.” O POPULAR mostrou, na edição de segunda-feira, que a Prefeitura de Goiânia colocará à venda três lotes que somam 60,6 mil metros quadrados no Park Lozandes.