Bruno Rocha, em O Popular, afirma que candidatura Friboi, sem o apoio de Iris, é como ”soltar gado para pastar no deserto”

Um dos editores de O Popular, Bruno Rocha Lima, aventura-se na edição desta quinta-feira na análise política e faz considerações negativas sobre a candidatura do empresário Júnior Friboi.

Bruno acha que o eleitorado reage mal a um político que admite sem subterfúgios a utilização de dinheiro nas eleições, ao se propor, por exemplo, a financiar com recursos do próprio bolso as campanha dos candidatos do PMDB a deputado estadual e federal.

Diz ainda o jornalista que o PT não aceita o nome de Friboi e que Iris Rezende também, se for atropelado, não vai dar apoio ao empresário.

Sem o PT e principalmente sem Iris, Bruno Rocha Lima conclui com uma metáfora: a candidatura de Júnior Friboi “pode ser como soltar o gado para pastar no deserto”.