Vanderlan, para Bruno Rocha, está “quase sozinho” e não tem sequer nomes para as chapas de estadual e federal

O artigo do editor Bruno Rocha Lima, em O Popular desta quinta-feira, também detona a pré-candidatura do empresário Vanderlan Cardoso a governador, pelo PSB.

Alguns adjetivos que Bruno usa para definir o sonho de Vanderlan de governar Goiás: difícil, impossível, “enfrenta grandes dificuldades”.

Segundo o jornalista, o milionário de Senador Canedo está “quase sozinho”, ou seja, não tem aliados de peso desde que perdeu a companhia do deputado federal Ronaldo Caiado, enxotado das proximidades do PSB pela ex-senador Marina Lima.

A propósito, vale lembrar que opinião de Bruno Rocha Lima sobre a fragilidade da candidatura de Vanderlan não é original e é unanimemente compartilhada por todos – TODOS – os profissionais de imprensa que atuam na área política, em Goiás.

Sem aliados ou apoios de expressão, Vanderlan não conseguirá sequer montar as suas chapas proporcionais, ou seja, Bruno avalia que o empresário não arregimentará nomes para lançar na disputa pelas vagas de deputados estadual e federal.