Ex-petista, Fernando Saflate prevê que Friboi, se for candidato na marra, será “cristianizado” por Iris e PT

Em artigo no Diário da Manhã, o economista e ex-petista Fernando Safatle diz que o empresário Júnior, se for imposto candidato a governador pelo PMDB, será duplamente “cristianizado”: por Iris Rezende e pelo PT.

“Cristianizar”, em política, define a situação em que um candidato é abandonado pelos seus supostos aliados. A expressão decorre da eleição presidencial de 1950, quando o PSD lançou Cristiano Machado, de Minas Gerais, mas no final a maioria das lideranças pessedistas acabou apoiando de fato Getúlio Vargas, candidato do PTB.

Safatle faz críticas pesadas a Friboi. Diz que o projeto político do milionário é “irrigado pelos bilhões do BNDES” e que a “perspectiva de dinheiro farto atraiu para a sua candidatura a adesão dos candidatos peemedebistas a deputado estadual e federal”, mas não a simpatia de Iris Rezende e do PT.

Caso venham a ser “forçados” a engolir a candidatura de Friboi, tanto Iris Rezende como o PT, segundo Fernando Safatle, acabarão “cristianizando” o empresário, ou seja, Iris e o PT, contrariados, deixarão o candidato “sozinho na chapada” e condenado e uma derrota certa.