Pagamos mais de 2 milhões em 2013 para a deputada Iris ficar o tempo todo nas redes sociais xingando o governador

Contando salários e todas as regalias a que tem direito, a deputada Iris Araújo custou aos bolsos dos brasileiros cerca de R$ 2 milhões no ano de 2013, ou aproximadamente R$ 170 mil por mês.

Pagamos a internet, a conta do celular, as viagens, hotéis, almoços, apartamento funcional em Brasília, funcionários e outras despesas nem sempre bem explicadas que cheiram malfeitos.

Mas tudo bem. Os parlamentares são necessários e Deus-nos-livre de um País sem um Congresso livre e soberano.

E para isso os deputados precisam, claro, de uma estrutura mínima, como ocorre em outros países. Não os exageros do Brasil.

Mesmo assim, vá lá. O custo é palatável se o resultado é positivo, se o parlamentar trabalha e retribui o investimento da sociedade com projetos, propostas e ideias.

Esse não é o caso da deputada Iris Araújo. É dinheiro jogado fora mesmo.

O maior destaque de sua atuação em Brasília é um programa de culinária.

Nada, mais nada.

Zero, zero, zero.

Na verdade, pagamos esta dinheirama toda para ela ficar o dia todo xingando o governador do Estado nas redes sociais.

Em 2013, ele produziu mais ou menos uns dois mil posts de baixaria no Twitter e Face.

Nosso suado dinheiro sendo tratado como capim.

Veja o preço de um deputado federal para seu bolso:

Quanto custa um deputado?