Abuso é só do Flamboyant. No Rio, shoppings subiram preço do estacionamento, mas abaixo de 15%

Aumento do preço do estacionamento não é privilégio do Flamboyant.

Mas o reajuste abusivo, é.

No Rio de Janeiro, os centros de compras também redimensionaram a cobrança, mas em patamares bem abaixo do praticado em Goiânia pelo maior shopping da cidade.

Lá, a alta foi de até 15%.

Segundo o Índice de Preços ao Consumidor – Semanal (IPC-S), calculado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), as últimas quatro semanas encerradas em 7 de janeiro, mostraram alta média de 1,59% frente a 1,09% do mês de dezembro. Em 2013, o estacionamento está entre os serviços pelos quais o consumidor pagou mais caro: um avanço de 13,53%, mais que o dobro da inflação média de 5,63%.

Alguns shoppings do Rio aproveitaram o início do ano para reajustar os preços dos estacionamentos. No BarraShopping, os motoristas que ficam mais tempo no shopping estão pagando mais caro. Os clientes que ficam de 1h01 a 1h30 têm de pagar agora R$ 8, contra os R$ 7 do mês passado, uma alta 14%. Para quem ficar mais de duas horas, é cobrado um valor adicional a cada 30 minutos. Nesse caso, o valor dobrou: passou de R$ 0,25 para R$ 0,50.

O BarraShopping argumenta que está há dois anos sem reajustar os valores. No Shopping Nova América, a alta foi de 12% em janeiro. Assim, o período de três horas passou de R$ 8 para R$ 9.

Em Goiânia, o Flamboyant aumentou 85%.

Um assalto.

(Com dados do site do jornal O Globo)