É show mesmo: Goiás, o Estado que a oposição quer mudar, é um dos 3 que mais crescem no país. Palavra do IBGE

Goiás, o Estado que a oposição vive acusando de ser uma “anarquia”, é um dos três Estados brasileiras cuja produção industrial mais cresceu em 2013, segundo os números que acabam de ser divulgados pelo IBGE – o insuspeito e mais tradicional órgão de estatísticas do país.

Dá pra entender a nossa oposição? Em vez de discutir propostas para melhorar o desempenho do Estado, políticos como Iris Rezende, Júnior Friboi, Vanderlan Cardoso, Paulo Garcia, dona Iris Araújo e até alguns do baixo clero, como Daniel Vilela e Mauro Rubem, vivem denegrindo Goiás como um lugar ruim, no afã de atacar o Governo estadual e desgastar o governador Marconi Perillo.

Agora, vem o IBGE, mais uma vez, com a notícia de que, não, Goiás não é um lugar ruim. Pelo contrário, é um Estado que cresce mais que o próprio Brasil, à frente de potências industriais tradicionais, como São Paulo, por exemplo.

E não há como dissociar o Governo do Estado desse show de crescimento. O Governo do Estado, junto com os empresários e os trabalhadores, atua para criar as condições ideais para que Goiás possa expressar – como está acontecendo – todas as suas possibilidades de desenvolvimento.

Enquanto isso, a oposição, que poderia dar a sua colaboração propondo políticas alternativas e fazendo uma crítica capaz de contribuir com o aperfeiçoamento dos instrumentos de estímulo ao crescimento, faz o quê?

Xinga.