Não é só Friboi e Vanderlan que tratam a gramática pontapés. Acorda, Gomide: candidato a governador não pode falar ou escrever errado

A temporada eleitoral de 2014 está trazendo uma onda de atentados à língua portuguesa, cometidos justamente por quem – se arvorando na intenção de governar Goiás e representar o povo goiano – deveria caprichar no exemplo de respeito às regras da gramática e da ortografia.

Nesse ranking, o campeão é o empresário Júnior Friboi, que até já assumiu, de público, que “não sei falar”, acrescentando uma desculpa esfarrapada: “Mas sei fazer”.

Seguindo Friboi de perto, vem Vanderlan Cardoso, outro empresário bem sucedido que não teve tempo de estudar enquanto ganhava dinheiro. Vanderlan também tem dificuldades para se expressar e vive distribuindo pontapés na linguagem escorreita.

A essa galera de iletrados, ameaça se juntar agora o prefeito de Anápolis, Antonio Gomide.

Veja a mensagem que ele postou no Twitter, massacrando a língua portuguesa com um erro cabeludo de concordância:

Antônio Gomide @antoniogomide
Agradeço a todos que tem me apoiado e acredita em nosso trabalho.